Buscar
  • toazul

Como organizar as dívidas em 4 passos

Entenda como fazer o seu diagnóstico financeiro e começar o caminho para a quitação.



Quando você tem alguma dor, mal-estar ou incômodo físico, qual a primeira coisa que um médico precisa fazer?


Se você pensou “diagnóstico”, muito bem!


Raio-X, ressonâncias, estetoscópio e todos os exames servem para entender o que está acontecendo com o seu corpo e, a partir daí, decidir quais são as melhores formas de lidar com a situação.


Com as dívidas, a mesma coisa: a primeira etapa quando você está endividado é entender como está sua situação atual. E é por isso que, nesse texto, além de te contar os 4 passos do diagnóstico de dívidas, nós disponibilizamos um assistente virtual gratuito para te ajudar a organizar as suas dívidas e entender sua situação em menos de 2 minutos. Legal, né?


Então, feita a introdução, vamos aos 4 passos para fazer o diagnóstico das suas dívidas?

1. Listar as dívidas


O primeiro passo é listar suas dívidas e se fazer algumas perguntas, como:

  1. Quantas dívidas eu tenho?

  2. Que dívidas são essas?

  3. Com quem ou qual instituição esse crédito foi contraído?

Entre outras que possam ajudar nesse momento.


Registre toda informação que achar necessária para iniciar a sua organização e vá para o segundo passo.


2. Categorizar as dívidas


Cheque especial? Compra parcelada? Financiamento? Você precisa saber qual o tipo de dívida você possui, porque cada tipo possui características e custos diferentes.


Portanto, anote a categoria ao lado de cada dívida na sua lista e busque saber mais sobre essa modalidade de crédito. Feito isso, vamos ao terceiro passo.


3. Calcular o Valor total


Na terceira etapa, você tem que saber o quanto está devendo de fato.


Se você já sabe, perfeito! Podemos partir para o plano de quitação. Se não, entre em contato com a instituição ou pessoa que te emprestou o dinheiro para saber esse valor atualizado.


Lembrando que o valor da dívida não é só o valor que você pegou emprestado com os juros que são cobrados; podem haver multas, taxas e outros custos adicionais. Portanto, se está na dúvida, entre em contato com seu credor e garanta estar ciente disso.


Valor total da dívida = Valor emprestado + Juros + Multas, taxas operacionais e outros encargos


Com as dívidas listadas, categorizadas e com o valor atualizado, vamos ao passo final!


4. Planejar a quitação.


Já sabendo o valor da dívida, procure entender como vai pagá-la:

  1. Quanto você pode pagar por mês?

  2. Pagando mensalmente esse valor, em quantos meses pretende quitá-la?

  3. Está com um dinheiro guardado e quer quitá-la de uma vez com maior desconto?

  4. Está apertado e só pode pagar um pouco por mês, mesmo que estenda a dívida?

Essas são perguntas importantes a se fazer para entender se vale a pena renegociar o valor ou se já pode quitá-lo.


Conclusão


Pronto! Agora você já sabe tudo o que precisa para organizar suas dívidas e começar a eliminar esse peso da sua vida financeira. Vamos recapitular os 4 passos:

  1. Listar as dívidas

  2. Categorizá-las

  3. Saber o valor atual delas

  4. Planejar a quitação

Obrigado pelo seu tempo e lembre de usar nosso assistente virtual gratuito para te ajudar nessa tarefa!


169 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo